Redcross

Os governos da Indonésia e Timor-Leste concordaram em prosseguir negociações sobre a definição das fronteiras comuns, adiantou o ministro dos Negócios Estrangeiros indonésio.

"Precisamos de continuar a encorajar negociações sobre a definição de áreas de fronteira entre os dois países", afirmou o ministro Retno Marsudi, numa reunião bilateral com o chefe da diplomacia timorense, Hernâni Coelho, à margem da assembleia-geral das Nações Unidas, em Nova Iorque.

Apesar de ainda existirem discordâncias em alguns pontos em debate, os dois ministros acreditam que o empenho e a vontade política dos chefes de Estado indonésio e timorense vai acelerar o processo de negociações.

"A Indonésia espera que as negociações possam ser intensificadas para encontrar um terreno comum para ambos os países", disse o ministro Retno Marsudi, citado pela Antara, agência de notícias indonésia.

Os dois responsáveis também discutiram a cooperação entre Jacarta e Díli no âmbito de várias organizações internacionais.

Neste âmbito, o ministro também disse apreciar o apoio de Timor-Leste à posição da Associação das Nações do Sudeste Asiático (ASEAN, na sigla em inglês) no Movimento dos Países Não-Alinhados.

O chefe da diplomacia de Timor-Leste explicou que o país terá eleições gerais no próximo ano, nas quais os timorenses que se encontram no estrangeiro poderão votar. A Indonésia manifestou a sua disponibilidade para partilhar a sua experiência em organizar eleições para os cidadãos fora do país.

Diário Digital com Lusa